Thursday, March 28, 2013

a nossa casa

a nossa casa abre e fecha e fecha e abre mas nunca está fechada e
nunca está, tão só por isso, assim aberta.
a nossa casa é pequena, .....


não gosto nada disto.


não era sobre isto que eu queria escrever; queria escrever mas não queria escrever assim.

não estou a escrever bem. não estou a escrever, bem, a nossa casa.

há dois dias que ando com um poema na cabeça. um poema que, apenas, sei que acaba assim:

a nossa casa cheira ao meu mau hálito matinal e
a bolachas ao fim do dia.

(talvez a nossa casa não seja um poema. talvez a nossa casa seja um exercício da prosa.)
por acaso, acho que não, acho que a nossa casa pode caber dentro de um poema; eu é que ainda não cheguei lá.

mas hei-de chegar.

bolachas: a única palavra a constar no futuro poema que há-de panegiricar a nossa casa, meu amor!

hei-de escrever um poema que acabe com a palavra: bolachas!

No comments: