Wednesday, September 14, 2011

Hugo Mestre Amaro (curriculum profissional)

Hugo Amaro tem trabalhado profissionalmente como actor, encenador, performer, animador, produtor e dramaturgo desde 1999.

Em 2002 formou a sua própria companhia de teatro (Azul Ama Vermelho) juntamente com outros quatro actores. Desde então têm produzido diversas peças escritas e encenadas por Hugo.

Em cinema participou em cinco longas metragens (três nacionais e duas internacionais). Paralelamente teve participações pontuais em programas de televisão, telenovelas e filmes publicitários.

Hugo faz, desde 2002, dobragens para séries de desenhos animados e locuções e é vocalista de um projecto de música electrónica.

Data de Nascimento: 09/07/1976


Email: hugoamaro@hotmail.com, odiariodeonan@gmail.com


Actividade Profissional

Teatro

Encenação

2011

Goreti E Os Homens de Cristal (um projecto ecográfico de Alexandra Sargento e Hugo Mestre Amaro), estreado no Teatro do Bairro em Lisboa.

O Homem Que Plantava Árvores, de Jean Giono. Espectáculo para a infância.

Produzido por Hugo Mestre Amaro e Far Far Away Books.

2010/2009

A Voz de Onan, autoria de Hugo Amaro e Ricardo Batista, encenação, interpretação e produção de Hugo Amaro. (Projecto apresentado no Espaço Ginjal, Setembro 2009, na Festa Agradável e Curtas II - Mostra de Peças de Teatro de Curta Duração - Primeiros Sintomas).

2008

Apenas Jardim, autoria e encenação de Hugo Amaro, apresentado na Sala Estúdio do Teatro da Trindade. Uma produção: Azul ama Vermelho/Teatro da Trindade-Inatel.

2004/2003

Sickcom, de Hugo Amaro. Uma produção de Azul ama Vermelho – Companhia de Teatro.

2002

A Casa do Incesto, a partir do romance homónimo de Anaïs Nin. Dramaturgia e encenação de Hugo Amaro para a Azul ama Vermelho – Companhia de Teatro. Apresentada no Ginásio de Pavilhão 18 do hospital Júlio de Matos.

2001

A Cabeça do Escritor, de Hugo Amaro. Encenação de Hugo Amaro e Rogério Nuno Costa apresentada na Sociedade de Instrução Guilherme Cossoul, no Teatro Municipal Maria Matos e no Teatro Taborda.

1997

Autoria e co-encenação do projecto de poesia e performance Uma a Uma Todas As Flores ou Azul Morre Vermelho, apresentado no espaço “Dress Me”.

Interpretação

2011

O Homem Que Plantava Árvores, de Jean Giono.

O Rei Vai Nu, encenado por Philippe Leroux, e produzido por Contemporâneo produções. Levado à cena no Auditório Municipal Lourdes Norberto.

2010

Homem Feito, de Andresa Soares, João Lucas e Lígia Soares. Uma produção de Máquina Agradável, apresentada no Espaço Nimas.

2010/2009

A Voz de Onan, autoria de Hugo Amaro e Ricardo Batista, encenação, interpretação e produção de Hugo Amaro.

2008

Apenas Jardim, autoria e encenação de Hugo Amaro, apresentado na Sala Estúdio do Teatro da Trindade. Uma produção: Azul ama Vermelho/Teatro da Trindade-Inatel.

2007

Se Não Me Dás Um revólver, Ao Menos Tem Pena De Mim, a partir de Tchekhov. Encenação de João Mello Alvim, produzido por Chão d’Oliva – Companhia de Teatro de Sintra.

Casa de Bonecas, de Henrik Ibsen. Encenado por João de Mello Alvim. Produção da Companhia de Teatro de Sintra – Chão de Oliva.

2006

Uma Laranja Mecânica, Uma Peça Com Música, de Anthony Burgess. Encenação de Manuel Wiborg, produzido por Actores Produtores Associados. Apresentado no Grande Auditório da Culturgest.

Musicattos, autoria e encenação de Óscar Romero. Produzido por Romero Vox.

2005

A Pista, autoria e encenação de Óscar Romero. Espectáculo realizado num comboio. Produzido por Romero Vox.

2005/2004/2003

Sickcom, de Hugo Amaro. Uma produção de Azul ama Vermelho – Companhia de Teatro, estreada no Teatro Taborda inserida na 5ª Mostra de Teatro Jovem de Lisboa.

2004/2003

Falar verdade a Mentir, Almeida Garret. Encenação de Ruy Pessoa para a Companhia de Teatro “O Sonho”. Em cena no auditório do BES em Lisboa.

2004/2003/2002

Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente. Encenação de Ruy Pessoa para a Companhia de Teatro “O Sonho”. Em cena no auditório do BES em Lisboa.

2004/2003/2002

Auto da Índia, de Gil Vicente. Encenação de Ruy Pessoa para a Companhia de Teatro “O Sonho”. Em cena no auditório do BES em Lisboa.

2003

Cabaret Para 3 Actores, de Hugo Amaro, Cátia Nunes e Ruy Pessoa. Apresentado no Teatro Bar do Teatro da Trindade.

2002

A Relíquia, de Eça de Queiroz. Encenação de Luís Assis para a Cassefaz apresentada no Teatro Municipal Maria Matos.

2001

Barthes & Mandrake, de Hugo Amaro, José Carlos Pontes e Rosa Coutinho Cabral. Encenação de Rosa Coutinho Cabral apresentada no Teatro Taborda.

2000

“Megastore” (certame de teatro, dança, música, vídeo e escrita), realizado no Armazém do Ferro em Lisboa e organizado pela Companhia de Teatro Sensurround. Participação nas seguintes performances e instalações:

Instalação Teatral, projecto dirigido e encenado por Rosa Coutinho Cabral, com textos de Sade, Diderot, Baudelaire e originais dos actores;

Mandrake, projecto escrito, dirigido e encenado por Rosa Coutinho Cabral.

1996

O Paraíso Não Está à Vista, de R. W. Fassbinder, encenado por José António Pires para o Grupo de Teatro do ISCSP, apresentado no Auditório Carlos Paredes.

Outras funções

2006

Assistência de encenação do espectáculo Uma Laranja Mecânica, Uma Peça Com Música, de Anthony Burgess. Encenação de Manuel Wiborg, produzido por Actores Produtores Associados. Apresentado no Grande Auditório da Culturgest.

2002

Co-fundador da Azul ama Vermelho – Companhia de Teatro, onde assume as funções de director artístico e produtor.

2001

Assistência de encenação do espectáculo Barthes & Mandrake, encenado por Rosa Coutinho Cabral e apresentado no Teatro Taborda.

Luminotecnia no espectáculo Pausa – ensaio assistido, encenado por Rosa Coutinho Cabral para o Projecto Kairos e apresentado na Casa do Algarve.

Operação de som no espectáculo Problemas dirigido por Nuno Carinhas para a Companhia de Teatro Cão Solteiro, apresentado no Armazém do Ferro.

2000

Operação de som no espectáculo Eu-mesmo, encenado por João Cabral para o Grupo de Teatro do ISCSP. Apresentado n’”A Capital” / Artistas Unidos.

Operação de luz no espectáculo Furiosa Tempestade, encenado por Nuno Carinhas para a Companhia de Teatro Cão Solteiro e apresentado na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Operação de som na peça Aguantar, encenada por Nuno Carinhas para a Companhia de Teatro Cão Solteiro apresentado no IFICT/Lisboa, e ainda em Beja, Loulé e Porto inserida no programa de apoio a itinerâncias desenvolvido pelo IPAE/MC

1999

Operação de som na peça Tranglomanglo, encenada por João Cabral e Manuel Almeida e Sousa para o Grupo de Teatro do ISCSP. Apresentado no Teatro Cinearte e no Teatro Taborda.

Assistência de produção e operação de luz na peça O Fatalista, encenada por Rosa Coutinho Cabral e apresentada no Teatro A Comuna.

Televisão

C.C. Casting, programa que visou apurar o novo apresentador para Curto Circuito, programa transmitido pela Sic Radical.

Interpretação

2006

Filme Publicitário para a Zapp. Produzido por Ozono Filmes.

2004

Morangos com Açúcar, série produzida pela NBP/FEALMAR e exibida pela TVI. Personagem: Elvis

2002

Protagonismo em filme publicitário para o Banco Nova Rede. Produzido por

A FILMAR.

2002

Tudo por amor, telenovela produzida pela NBP/FEALMAR e exibida na TVI. Personagem: Mário.

Cinema

Interpretação

2010

Noite Sangrenta, longa-metragem/série realizada por Tiago Guedes e Frederico Serra, produzida por David & Golias.

2010

Mistérios de Lisboa, longa-metragem/série realizada por Raul Ruiz, produzida por Clap Filmes (Paulo Branco).

2008

Une Nuit de Chien, longa-metragem realizada por Werner Schroeter, produzida por Clap Filmes.

2007

Cinerama, longa-metragem de Inês Oliveira. Produzida por Clap Filmes (Paulo Branco).

2004

Lavado em Lágrimas, longa-metragem de Rosa Coutinho Cabral. Produção de Clap Filmes (Paulo Branco).

Dobragens

Roary

Os Pinguins de Madagáscar

Ying Yang Yo

Lazy Town

Dennis O Pimentinha

Tracey McBean

Viva o Hugo

Minky Mommo

Zula Patrol

The Large Family

Dibo

Yu-Gi-Oh

Creep School

Clamp Detective

Pucca

Tutenstein, série de animação, a ser exibida na Sic. Dobragens produzidas por Psb Dobragens.

Howdi Gaudi, série de animação, a ser exibida na RTP. Dobragens produzidas por Psb Dobragens.

Do Re Mi, série de animação, a ser exibida na RTP. Dobragens produzidas por Psb Dobragens.

Casper, série de animação, a ser exibida na TVI. Dobragens produzidas por PIM PAM PUM.

Escrita

2009

A Voz de Onan, texto para teatro.

2009

It’s All About Plato, texto para teatro.

2008

Apenas Jardim, texto para teatro.

2004-2011

htt://www.odiariodeonan.blogspot.com, blog pessoal de Hugo Amaro.

2005

O Quarto Rimado de Onan, poesia, obteve a Menção Honrosa no concurso literário Lisboa À Letra 2005, promovido pela C.M.L.

2004

Baile Demutante, texto para teatro

2003

Sickcom, texto para teatro.

Cabaret Para 3 actores, texto para teatro

2002

Adaptação teatral da obra A Casa do Incesto” de Anaïs Nin.

2001

Barthes & Mandrake, texto dramático para teatro em co-autoria com Rosa Coutinho Cabral e José Carlos Pontes. Encenação de Rosa Coutinho Cabral financiada pelo Ministério da Cultura (IPAE) e apresentado no Teatro Taborda.

If You Were in my Movie, texto para cinema (curta metragem).

A Cabeça do Escritor, texto para teatro.

Música

Assumiu de 1998 a 2006 a função de vocalista na banda de música rock “nude”.

Fundou em 2006 o projecto de música electrónica “làtigo”, assumindo as funções de letrista e vocalista.

Em 2009 funda e assume a função de vocalista no projecto electrónico intitulado “silicon lady”.

No comments: