Monday, January 29, 2007

india song 7 (onan, qual vasco da gama, chega a calicut)

caro diario:

chegamos ha cerca de quatro horas a calicut. foi aqui, nesta cidade que ate agora nada conhecemos, alem do hotel (bom), estacao dos comboios e caoticas ruas, que vasco da gama desembarcou em 1498. falar-te-ei mais tarde de belo momento que tivemos hoje de manha, ainda na praia de thottada, com um rapaz de 16 anos que sabia de vasco da gama, cricket, historia e religiao como um verdadeiro senhor. realmente incrivel a cultura que este povo tem e o empenho, desde sempre, no saber.
estivemos em palolem beach, o nosso paraiso turistico-freak, ate sexta-feira. depois apanhamos um comboio ate kannur. viagem realmente terrivel, um pesadelo; tinhamos bilhetes sleeper 2 ac. acontece que, como tivemos imensas dificuldades em conseguir os ditos, porque aqui os comboios esgotam constantemente (chega a estar-se uma semana a espera de um bilhete de comboio) um dos lugares estava separado dos outros. tinhamos as camas 1,2,3 e 44 da nossa carruagem. estavamos a contar trocar o tal 44 com a pessoa que o viesse ocupar, de forma a ficarmos todos juntos. eu acabei por ir para a cama 4, que era a que ficava por cima do miguel que era a 3 (a marisa era a 1 e o joni a 2). estava ja eu prestes a dormir, ja de cama feita, unisedil tomado, a ouvir as belas cantigas dos tres tristes tigres quando a marisa e o miguel me chamam e comunicam que a senhora indiana que ali estava especada era a dona do meu lugar e que se recusava a trocar. acho que fez uma mini peixeirada (em indiano mini massalada) e eu, por me recusar a ter de ir para o fim da carruagem, para a tal cama 44, dormir ao pe de pessoas que nao conhecia de lado nenhum (e tambem porque achei que nao tinha de ser eu o sacrificado), la decidi que dormia no chao da carruagem. chao este nojento, note-se, e com a possibilidade de ser visitado por uma ou outra barata (que as ha, e nao sao poucas, nos comboios indianos). resultado: nao dormi nada, cheio de comichoes, acordado constantemente pelo ir e vir de pessoas na carruagem (inclusivamente dois senhores, provavelmente revisores, que decidiram ter uma especie de reuniao noutra cama a um metro de nos, e pelo furor desse cavalo de ferro indiano a cavalgar noite fora pelos carris desta bela india. eu ja suspeitava que andar de comboio ca so de dia. mas muitas vezes tem de se viajar de noite (porque as viagens sao longuissimas, porque so se consegue bilhete nesse comboio, ou para nao se perder um dia numa cidade.
mas como shiva parece ser grande, the reward came perfect...
contarei depois.
a marisa e o joni querem ir ver esta bela (deve ser, deve) calicut.
pormenores mais tarde.
o joni tirou-me uma foto aqui a postar, depois publico.
agora vamos ver onde chegou esse senhor vasco da gama.
parece que nevou em lisboa. aqui estao 35 graus (mais coisa, menos coisa).
estou morto por beber outra kingfisher bem fresquinha.
tenho de ir. a marisa e o miguel chegaram agora ao cyber coiso, que fica numas galeria por baixo do hotel

No comments: