Sunday, November 06, 2005

in vino veritas

domingo bom, acesso ao meu diário em casa do miguel (meu querido diário, meu querido miguel), feira de vinhos na antiga fil, bons vinhos, bons queijos, boa coisa esta de ter língua, língua acesa, adoro a palavra língua, adoro ter língua, adoro adorar. não estou exactamente feliz mas estou bem. estou em conformidade (como hoje disse à isabel e ao rogério quase no fim das múltiplas provas na dita ex fil), estou bem. não me canso disto porque gosto de aqui andar. diverte-me. percebi há pouco: não desisto (morte provocada) porque estou muito entusiasmado com a minha cabeça, surpreende-me, quero usufruir de tudo o que esta ainda tem para me dar. todos os dias me surpreendo com a minha cabeça. é um previlégio viver na mesma. modéstias à parte. tenho a cabeça às portas da poesia: é uma grande felicidade/responsabilidade. posso ter muito pouco mas tenho a minha sensibilidade/imaginação. seria um crime subaproveitar isso. a minha cabeça ainda está a meio. sei que ainda há muito por navegar. gosto disto: desafiar o tempo, beijar bocas pela primeira vez, sentir os meus próprios sentidos, pensar onde ninguém mais pensa (é verdade, eu sei que sim), cantar, procurar o amor, o embate dos corpos que não se conhecem mas que se ligam como se o tempo não existisse, gosto de improvissar sentimentos, conhecimentos e situações. ser desregrado, não é mal de todo. aprender a rir é abrir todo o tipo de fronteiras. eu sou o meu próprio livre comércio. sou capaz de perodar toda a gente. já sou capaz de conceber a possibilidade de me perdoar. desculpo-me menos. música. "i'm hung up". viva. viva. viva: a Herdade Esporão, a carne alentejana, o Pêra Manca, a Barca Velha, o molho Pesto (sei fazer mas nunca fiz), o Chutney de Manga, a Sandeman, o Porto de 40 Anos, a Simara Patrícia, os Abelhudos, os Mexilhões, os Gandulos, o "redículo", os direitos autorais, as palhaçadas todas. adoro ser palhaço. adoro os palhaços que me acompanham. Viva a Madonna. "time gos by so slowly for those who wait". viva o viva. viva viver. hoje sou este. amo a dialéctica. (nem vou reler o que escrevi para corrigir as eventuais gralhas, estou-me a cagar. hoje ESTOU-mE A CAGAR. QUE SE FODA, QUE SE FODA. QUERO É DANÇAR. EU QUERO É DANÇAR!)

No comments: