Tuesday, November 09, 2004

1 poema de onan

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade feita à porta fechada
Lisboa é uma cidade encruzilhada
Lisboa é uma cidade calada

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade feita de tudo e de nada
Lisboa é uma cidade sentada
Lisboa é uma cidade criada

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade feita à martelada
Lisboa é uma cidade mudada
Lisboa é uma cidade vão de escada

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade tão agitada
Lisboa é uma cidade gritada
Lisboa é uma cidade à descarada

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade parada
Lisboa é uma cidade inesperada
Lisboa é uma cidade ensimesmada

Lisboa sorri sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade ultrapassada
Lisboa é uma cidade inventada
Lisboa é uma cidade de capa e espada

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade feita de massa folhada
Lisboa é uma cidade cristalizada
Lisboa é uma cidade tão sossegada

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade feita à pancada
Lisboa é uma cidade encantada
Lisboa é uma cidade divorciada

Lisboa sorri e não sorri
Lisboa é uma cidade feita de carne queimada
Lisboa é uma cidade escarrada
Lisboa não é uma cidade, é uma jangada

3 comments:

Hugo Sérgio said...

"Lisboa é uma cidade feita de massa folhada"

Não pude deixar de concordar mais com isto. Eu por mim sinto falta deste bolo.

Apreciei o poema que de alguma forma me fez recordar essa cidade, que permanece no meu imaginário e não esqueço.

o meu obrigado

Hugo Sérgio said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Hugo Sérgio said...

"Lisboa é uma cidade feita de massa folhada"

Não pude deixar de concordar mais com isto. Eu por mim sinto falta deste bolo.

Apreciei o poema que de alguma forma me fez recordar essa cidade, que permanece no meu imaginário e não esqueço.

o meu obrigado