Wednesday, August 11, 2010

um statement; uma conclusão

na minha escrita, em toda a minha escrita, o outro (tu) sempre foi, e ainda é, uma súmula, uma capitalização, uma ideia e um conceito com estilhaços de gente real dentro. o outro é um tecido, é tecido, é uma trama (em permanente construção); é uma construção antológica (comporta inclusivamente o que ainda há-de vir).

No comments: