Wednesday, April 28, 2010

uma singela redacção

caiu-lhe uma pestana,
uma longa pestana,
da olho esquerdo.
não vi, ouvi;
fez pim
em mim!

isto é mentira.


ontem sonhei que eras elástico,
deitado comigo,
na minha cama de menino,
era escuro e sépia,
na minha primeira casa:
tudo tinha a espessura de uma sopa nocturna e indegustável,
tu querias-me, eu sabia,
eu não te queria: abraçava-te.
acordei, enjoado, quase doente.

isto é verdade.

revisito conversas,
frases feitas,
camas desfeitas,
palermices a sério e seriedades apalermadas.
o primeiro e o último beijo nunca esqueci:
nunca nenhum dos meus amantes.

isto às vezes é mentira
isto às vezes é verdade!

No comments: