Tuesday, September 16, 2008

o amor que existe

o meu amor tem lábios de silêncio
e mãos de bailarina
e voa como o vento
e abraça-me onde a solidão termina

o meu amor tem trinta mil cavalos
a galopar no peito
e um sorriso só dela
que nasce quando a seu lado eu me deito

o meu amor ensinou-me a chegar
sedento de ternura
sarou as minhas feridas
e pôs-me a salvo para além da loucura

o meu amor ensinou-me a partir
nalguma noite triste
mas antes, ensinou-me
a não esquecer que o meu amor existe

"o meu amor existe", jorge palma

tenho andado o dia todo com esta canção na cabeça; canção essa que amo.
hoje acordei super enjoado, deve ser do antibiótico. tenho estado meio touchy, sobretudo fisicamente. mas uma coisa assiste-me: o imenso amor que tenho por ti e a certeza de que o nosso amor existe (oh, se existe). quero ouvir esta canção contigo, já na caminha, muito cansadinhos, depois de lermos Platão.
VIVA O PLATÂO.
it's all about Plato (you wrote);
it's all about love (i feel)
it's all about us and for the good of us (we know).
tens tantos felizes contigo!!!

No comments: