Wednesday, July 02, 2008

blame canada- 2

i've been down there, really there
where i guess you wish me not-
been down there, really there,
you can bet i'm not a slut

been down there, really there,
just to make myself alive,
there, really there,
without you i can't survive

been down there, really there,
oh, such cute boys,
been down there, really there,
look at them and i see: toys

been down there, really there,
and i walk with no regret
been down there, really there,
what i've waisted i'll forget

been down there, really there,
and always think of you
so much faster, so much better, perfect,
you'll never sever , i wont do that too.

esta rima é pobre, fraca, despropositada. não está à tua altura. i'm drunk, really drunk, so much drunk. tu, meu querido e defendido amor, não mereces que eu te conspurque com esta leitura/redacção. mas eu vou fazê-lo. tenho de fazê-lo, não posso deixar de fazê-lo. estive no antro, naquele antro de que já algumas vezes te falei. não me arrependo, de todo, estive lá e gostei. nada me tocou, nada me moveu, realmente cá dentro, nada me abalou, nada. estive, vi, fui visto, falei, deixei falar e vim... vim para ti... expressamente para ti.
vim para te encontrar, no simples acto de te escrever. vim para ti. regressei-te, no simples acto de me recolher. porque recolher-me, sem ti, já não é o mesmo verbo. vim morar aqui, onde quero que tu mores, tu ouças, tu chores. vim adormecer na dor, calma e, ainda amena, certeza de não te ter. vim pensar em ti. i've been down there e tu nunca me saíste da cabeça. não houve, sequer, um segundo de hesitação. sou teu e tudo o resto é um espectáculo, uma parefernália, uma triste exibição,


bem, fiz aqui uma pausa de mais de dez minutos. borrifei-me para a anterior composição. fodi-me todo, esta noite, porque assim o decidi. fodi-me, tomei essa decisão, enquanto via e escutava, com miguel, pedro, mari, a rita lee. fizeste-me falta ali. pensei, durante o concerto, tanto em ti. faria todo o sentido ter-te ali. estiveste. hei-de contar-te. miss you so much. vou dormir. tu, estiveste ali. é isso que é maravilhoso no amor: faz alguém estar onde nunca sonha estar. decerto, estou onde não estou. eu sei disso. e tu, só tu, estás aqui.

beijo-te a amo-te como só eu sei (eu sei).

i miss our waking up.

you are my fellow and, you know, my guy.

(escrevo-te aqui porque este, aqui, sou, realmente, eu.)


"fique bem,

fique forte.

não temos tempo

para temer a morte"

rita lee, in pic-nic

1 comment:

PortugueseSensation said...

Ola amigo! Gostei ler a tua messagem para o seu amor. Como ja sabes, o meu Portuguese nao eu muito bom... mas eu percebe bem!

Canada esta no coracao d'ele... e se era para mim, ele ficava aqui para sempre... e era bom se tu podias vir ca tambem um dia... para eu saber quem tu es.

PS - Eu gosto muito do ti... Hugo Almeida.