Monday, September 10, 2007

um dos sintomas bons de sentimento oceânico

"Os mais poderosos incidentes de beleza são os que sentimos como descobertas pessoais, os que parecem destinar-se especificamente a nós, como se uma inteligência imensa nos tivesse escolhido e quisesse mostrar-nos algo."
michael cunningham in, "dias exemplares"
já por diversas vezes tenho exprimentado exactamente o que o michael cunningham descreve. nunca o tinha expressado por palavras; tinha-o sentido apenas. e cada vez com mais regularidade. isso tem reforçado, também, a minha convicção de que tenho a responsabilidade de escrever cada vez mais e com método, disciplina, profissionalmente; o meu verdadeiro trabalho.
descubro que este livro do michael cunningham está repleto de manifestações muito interessantes do chamado sentimento oceânico (debatido por freud e romain rolland) em que tenho andado ultimamente a pensar. e eu acho que a arte pode ser o grande repositor do desconsolo primordial do eu nesse processo. e acho isso bom. e gosto te sentir isso, por muito patológico que seja; por muito errado que esteja.

No comments: