Wednesday, August 30, 2006

febre rimática

há uns anos atrás deu-me uma febre rimática. desde então, não tenho parado de fazer composições em rima. aqui fica um dos produtos dessa febre, a que sempre achei piada; ainda acho.

LÁBIOS

Uns lábios de mel
para orar a Rehael.

Uns lábios de sol posto
para provar o teu mosto.

Uns lábios de amargura
para pintar com tintura.

Uns lábios de carvão
para recitar o corão.

Uns lábios de metal
para escarrar no Natal.

Uns lábios de ocidente
para fazer música num pente.

Uns lábios de solstício
para continuar este vício.

Uns lábios de doçura
para louvar a literatura.

Uns lábios de sabão
para salvar um irmão.

Uns lábios de cocaína
para perpetuar esta sina.

Uns lábios de papel
para me manter sempre fiel.

Uns lábios de telefone
para verter água num cone.

Uns lábios de papiro
para mudar o rumo de um tiro.

Uns lábios de faca
para arrancar uma estaca.

Uns lábios de sorvete
para oferecer a um canivete.

Uns lábios de poliglota
para não rir de uma anedota.

Uns lábios de gim
para não me tornar ruim.

Uns lábios de lisboeta
para partir uma ampulheta.

Uns lábios de tecido
para filtrar a libido.

Uns lábios de porcelana
para provar a chanfana.

Uns lábios de escrita
para cantar uma canção bonita.

Uns lábios de Julho
para trincar um gorgulho.

Uns lábios de marmelada
para não conter a gargalhada.

Uns lábios de cicuta
para acusar um filho da puta.

Uns lábios de verão
para escorregar no corrimão.

Uns lábios de haxixe
para cuspir azeviche.

Uns lábios alentejanos
para corrigir os enganos.

Uns lábios de hedonista
para baralhar o machista.

Uns lábios de alegoria
para reinventar a poesia.

Uns lábios de computador
para registar o nosso amor.

E com um beijo trama
percorremos o mundo na cama.

Antes, durante e depois
somos felizes sempre os dois.

Pois, enquanto tiveres uns lábios assim
este poema não chega ao fim.

Uns lábios de electricidade
para reviver a puberdade.

Uns lábios de carnaval
para ser uma flor do mal.

Uns lábios de ...
para...

Uns lábios de ...
para...

(Preenche os espaços em branco s.f.f.. Afinal os lábios são teus!)

No comments: