Tuesday, December 06, 2005

like it or not

no meio dos inúmeros afazeres, ensaios entre a margem sul e lisboa, empinar resmas de texto dos dois espectáculos que estou a fazer. já um pouco farto de tanto ouvir, durante o sono a "ode to joy", consegui mergulhar mais profundamente no último disco da madonna. estou apaixonado pela última canção. adoro o poema.

"Like It Or Not"

You can call me a sinner
You can call me a saint
Celebrate me for who I am
Dislike me for what I ain't

Put me up on a pedestal
Or drag me down in the dirt
Sticks and stones will break my bones
But your words will never heard

I'll be the garden
You be the snake
All of my fruit is yours to take
Better the devil that you know
Your love for me will grow
Because

[Chorus]
This is who I am
You can
Like it or not
You can
Love me or leave me
Cus I'm never gonna stop
No no

Cleopatra had her way
Matahari too
Whether they were good or bad
Is strictly up to you

Life is a paradox and it doesn't make much sense
Can't have the Femme without the Fatale
Please don't take offense

Don't let the fruit rot under the vine
Fill up your cup and let's drink the wine
Better the devil that you know
Your love for me will grow
Because

[Chorus X2]

no no you know [repeat]

I'll be garden
You'll be the snake
All of my fruit are yours to take
Better the devil that you know
Your love for me will grow
Because

[Chorus]

no no you know [repeat]


................................................................

está um dia lindo, hoje. pausa entre dois ensaios e consigo matar saudades de mim, através do meu diário.

sinto que saturno se foi definitivamente embora. que alívio. ando pelas ruas a cantar. as pessoas olham mais para mim, eu olho mais para as pessoas. o mundo está aberto. no entanto lisboa está na mesma. vou ensaiar. vou apanhar o 28 e ver carteiristas em acção. mergulhar em alfama. o casão militar, o sítio onde ensaiamos a Laranja, apesar de inóspito é lindo. é um sítio também do cinema. quando lá estou, no pátio entre as laranjeiras, apetece-me filmar. curioso isto, um sítio inóspito com laranjeiras onde vai nascendo a nossa "Laranja Mecânica". a vida ainda tem poesia.

No comments: