Wednesday, July 20, 2005

às moscas

eu: sabes quando a televisão não está sintonizada em canal algum e o que vês são apenas míriades de pontos pretos e brancos?

alguém: sim, quando está com moscas.

eu: sim, a isso chama-se estática. é assim que eu me sinto.

alguém: sentes-te estático?

eu: não, sinto-me às moscas.


ESTÁTICA:A estática é a parte da física que estuda sistemas sob acção de forças que se equilibram. De acordo com a segunda lei de Newton, a aceleração destes sistemas é nula. De acordo com a primeira lei de Newton, todas as partes de um sistema em equilíbrio também estão em equilíbrio. Este facto permite determinar as forças internas de um corpo a partir do valor das forças externas.
in, Wikipedia
.............................................................


"eu não dava a vida pela minha vida"
Otavio Paz
.............................................................

só me apetece viver dentro dos livros; a vida tornou-se demasiado irreal para que me permita manter-me preso a ela. sou um espectador incompetente de mim mesmo. preciso de dinheiro e de umas férias de mim. hoje sou portador de uma sensação completamente nova. tão nova que ainda se mostra inadjectivável. posso, no entanto, adiantar que é uma mistura de sentimento de impotência, frustração, revolta, pânico, solidão, raiva, tédio profundo, alienação, decepção, falta de eco, carência, necessidade de evasão e de sustentabilidade. em suma, tou com uns cornos do tamanho da ponte vasco da gama. vou seguir a dica dos meus cornos e vou para o algarve. quero a minha mãe. quem me dera poder chorar no colo dela.

sinto saudades de quando tu, mais do que uma simples palavra, era um sítio onde eu podia adormecer.

quem me dera voltar a ser um suicida em potência. nesses tempos a morte era sempre um consolo que eu ia adiando dia após dia. perdi a vontade de morrer mas também não ando a gostar muito desta vida; gostava de passar já para a próxima.

meu deus, o que a falta de dinheiro faz às pessoas!

apesar de tudo isto estou seguro de uma coisa: amo-te.

quem me dera não estar a passar por uma fase tão complicada para te poder amar de uma forma melhor. por agora é a forma que tenho.

amo-te, mesmo.

No comments: