Friday, February 19, 2010

a verdade

eu queria tanto escrever sobre tanta coisa, tenho tanto sobre que escrever.

quem me dera ser sóbrio, there.

estou a morrer, sabias?

não vou aguentar mais.

cada palavra é um... rasgo em mim. estou a morrer.

eu vou morrer tarda pouco.

não tenho pena. já não tenho. estou muito ébrio...

custa-me tudo.

no funfo, e custa-me tanto... escrever... quero que se foda.

ainda me dou ao trabalho de corrigir (tudo o que escrevi antes estava com gralhas).

acho que vou morrer hoje, sonhei com isso...

comecei a chorar agora.


a minha password é: lechambredonan

publiquem-me, se quiserem, nos meus documentos está lá tudo. missile é a palavra-passe para o meu computador. tudo o que escrevi é vosso- do mundo.


queimem-me. quero este corpo queimado, que tantas dores me deu.

odiarei não morrer hoje!

seja como for, fica aqui a minha vontade.


quero ser cremado e que as minhas cinzas sejam espalhadas na djma el fna!

quero que andem sobre mim.

quero dissolver-me ali.


eu já não estou aqui, mesmo.

No comments: