Sunday, May 15, 2005

self healing 2

gosto muito de viver. gosto muito de tudo o que me acontece. gosto muito de tudo o que me está a acontecer. na verdade, eu gosto muito de tudo. eu sou muito feliz. eu sou mais do que feliz: eu sou felicíssimo. a vida corre-me sempre muito bem. não tenho problemas. a minha vida é perfeita. a minha vida é linda.
sou muito rico. tenho dinheiro a dar com um pau. sempre fui rico. sempre vivi com muito dinheiro. por isso, eu não sei o que é passar por necessidades. nunca soube o que é não poder ter, não poder comprar, não poder ir. tenho dinheiro que chegue para duas vidas.
como sou muito altruísta, reparto tudo com todos. adoro dar e repartir. por isso todos os meus amigos também são ricos. todos os que me são queridos e próximos usufruem do meu dinheiro. deste modo, todos somos muito ricos. só faz sentido se assim for. o dinheiro não tem qualquer utilidade quando serve apenas para satisfazer a nós mesmos.
outra coisa que eu gosto muito na minha vida, e que a torna ainda mais perfeita, sou eu mesmo. eu sou perfeito. não tenho qualquer tipo de imperfeição. sou dotado de uma beleza exterior irrepreensível. eu próprio não me teria feito melhor. e interiormente sou magnânimo e genial. sou rico material e espiritualmente. todas as pessoas me adoram. sou amado profundamente por toda a gente. sou das pessoas mais inteligentes do mundo. sou das pessoas mais equilibradas que se pode encontrar. não sou uma pessoa resolvida consigo própria porque eu nunca tive nada para resolver comigo. sempre fui perfeito.
vivo por e para o amor. e o meu amor é tudo para mim. eu e o meu amor estamos juntos desde sempre. o nosso amor é perfeito. temos crescido juntos e havemos de ficar juntos para sempre. para toda a eternidade. eu e o meu amor somos tão perfeitos que estamos certos que estamos juntos desde o príncipio dos tempos. eu e o meu amor nunca discutimos, nunca nos magoámos, nunca divergimos. é sempre tudo muito orgânico e confortável entre nós. nunca há um equívoco. estamos sempre em sintonia, sempre. os silêncios são silêncios de ouro. não existe entre nós o silêncio desconfortável. temos plena confiança um no outro. sabemos ambos que qualquer um de nós seria incapaz de ser desonesto para com o outro. sabemos ambos que isso seria a morte do outro e como não queremos que o outro morra, porque assim também nós iríamos morrer (de amor), jamais colocamos a hipótese de agir de forma desleal. eu e o meu amor estamos sempre ávidos de ternura e de prazer. desejamo-nos profundamente e à distância. quando fazemos amor as estrelas movem-se no céu e interferimos com a força da gravidade. fazemos amor todos os dias; é por isso que a gravidade não é constante. eu e o meu amor choramos de felicidade ao termos orgasmos em simultâneo. eu e o meu amor somos tão diferentes que somos um só. eu e o meu amor estamos sempre a rir.
gosto muito de tudo o que faço. sou uma pessoa muito solicitada. mas trabalho por mero prazer. apesar disso, eu faço tudo muito bem e tenho todo o sucesso do mundo. eu sou da pessoas com mais mérito no mundo. sou constantemente galardoado. trabalho muito porque o trabalho é uma fonte constante de felicidade. tudo na minha vida é uma fonte constante de felicidade.
eu sou muito feliz. tenho-me a mim e adoro-me, tenho o meu dinheiro e adoro-o, tenho o meu trabalho e adoro-o, tenhos os meus ricos amigos e adoro-os, tenho o melhor amor do mundo e adoro-o. eu sou mesmo muito feliz. adoro viver e estou certo de que nunca hei-de morrer. eu sei que sou eterno e que hei-de ser feliz para todo o sempre. não percebo como é que há pessoas que não são felizes. não percebo porque é que as pessoas sofrem. não percebo a dor. não percebo a infelicidade.

este vou ser eu. ao fim e ao cabo sou actor.

No comments: