Sunday, January 09, 2005

uma nova paixão de Onan

"Tu foste em todas as formas um país que eu nunca vi"
António Variações


Estou apaixonado por esta frase. Confesso que também estou bastante enamorado pelo disco dos Humanos. Estou, sobretudo, fascinado com a beleza das interpretações do Camané. Os poemas inétidos do António Variações são como que um grito de uma obra que não queria morrer. Os Humanos deram-lhe a possibilidade da vida. Bem hajam.
Quero é viver

Vou viver
até quando eu não sei
me importa o que serei
quero é viver

amanhã
espero sempre um amanhã
e acredito que será
mais um prazer

e a vida
é sempre uma curiosidade
que me desperta com a idade
interessa-me o que está para vir

e a vida
em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir
encontrar, renovar, vou fugir ao repetir
(a interpretação do Camané, nesta canção, é comovente)

No comments: